sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Mensagem de Fernando Pessoa


"O Ocidente, futuro do passado"

"A vida é breve, a alma é vasta:
O mito é o nada que é tudo.
Se a alma que sente, e faz conhece
Todo começo é involuntário.
As nações todas são mistérios.
Dá-nos o exemplo inteiro
Busca o oceano por achar:
Quando Deus faz e a história é feita.
Que enigma havia em teu seio
Em dia e letra escrupuloso e fundo.
Claro em pensar, e claro no sentir.
Não fui alguém. Minha alma estava estreita
Não coube em mim minha certeza;
Que auréola te cerca?"

Montei este 'poema' com um verso de cada dos quinze primeiros poemas  de 'Mensagem' de Fernando Pessoa.

Escolhi uns versos que muito me tocam e outros que dão sentido ao 'poema', respeitando inclusive a pontuação original.

A 'colagem' que fiz é com a singela intenção de destacar a genialidade do poeta português que nos agracia com versos de uma inigualável inspiração poética.

Ao invés de uma antologia poética uma 'seleta versejatória' de Pessoa.

Espero que gostem e se me perguntarem:
"Valeu a Pena? Tudo vale a pena 
Se a alma não é pequena.", responderei.


Porto Alegre, 7 de outubro de 2016.

Edu Cezimbra